Casal de idosos andando de bicicletaSuplementos de cálcio podem aumentar os níveis de HDL, o colesterol “bom”, em mulheres na pós-menopausa, segundo pesquisadores da Nova Zelândia. A equipe de Ian R. Reid, da Universidade de Auckland, separou aleatoriamente 223 mulheres em dois grupos. Durante um ano, parte delas ingeriu 1 grama de cálcio diariamente – na forma de citrato de cálcio -, e o restante tomou placebo.

A média de idade das participantes era de 72 anos e nenhuma tinha sido tratada para colesterol alto ou osteoporose. Os cientistas mediram os níveis de LDL (o colesterol “ruim”) e o de HDL no início do estudo. O exame foi repetido dois, seis e 12 meses mais tarde.

No final da pesquisa, constatou-se que a taxa de colesterol HDL e a proporção entre o HDL e o LDL haviam aumentado mais entre as participantes que tomaram o suplemento de cálcio que entre as voluntárias que consumiram placebo, relataram os pesquisadores na edição de 1o de abril do American Journal of Medicine.

Em média, as mulheres que tomaram cálcio apresentaram uma elevação de 7% nos níveis de colesterol HDL, verificou a equipe. Os suplementos de cálcio não produziram efeito sobre as taxas de triglicerídios, outro tipo de gordura, indicou a pesquisa.

Os resultados representam mais um motivo para estimular as mulheres que já passaram pela menopausa a tomar cálcio, observaram os autores. A equipe de Reid sugere que se teste a ação do mineral em homens e que estudos maiores sejam realizados para determinar se a suplementação de cálcio tem algum efeito sobre o risco de problemas cardiovasculares, como o enfarte.

Fonte: Reuters Health